As Leis Herméticas Da Feitiçaria

setembro 29, 2010 Brydea Arianëll 0 Comments



 
Muito
embora a maioria das pessoas imagina que magia não tenha nada a ver com
ciência, pois saiba que as duas caminham juntas. Elas casam e nos
entregam o fruto deste amor: A CIÊNCIA DA FEITIÇARIA.


Somos homens de um NOVA ERA e usar ciência como abordagem de Feitiçaria, nos dá uma base sólida, onde podemos nos apoiar.
 
Tradição da Ciência baseia-se nos princípios herméticos que são
paralelos aos princípios da nova física. Tem suas origens nos
ensinamentos de Hermes, considerado um deus indo-europeu universal que
ensinou astrologia, alquimia e muitas outras práticas mágicas que estão
no cerne da Feitiçaria.
Pitágoras era versado em princípios herméticos, assim como os druidas.


Quando nos referimos a Feitiçaria como ciência, estamos afirmando que ela é um
sistema baseado em teorias que podem ser demonstradas em um ambiente
controlado. As magias e feitiços são as experimentações que produzem um
resultado final, que pode ser satisfatório ou não. As ciências físicas
mantem hoje, resultados com êxito na ordem de 32%, por experimento.
Para se ter uma ideia, em meus sortilégios sempre uma taxa de
satisfação de 50% a 75%. Sempre levo em consideração, nestes casos, o
material utilizado, data e hora, condições meteorológicas e
astrológicas, condições físicas e psicológicas do experimentador, tudo
que possa alterar o desfecho do sortilégio.


As Sete Leis Herméticas que descreverei agora são básicas da Feitiçaria,
necessárias não só como fonte de conhecimento, mas para seu bom
desempenho como bruxa(o).



A LEI DO MENTALISMO
"Penso, logo existo"


Esta lei nos afirma que todo o universo é MENTAL. TUDO existe na mente da
Deusa ou do Deus, que nos "pensa"para a existência. Seria como dizer
que todos somos computadores interligados em uma rede, onde o provedor,
por exemplo seria a Grande Mãe. Somente Ela possui a mente Divina que
nos sustenta e nos fornece subsídios para a nossa evolução.


Os cientistas acreditam que os fenómenos do mundo material têm seu esteio
numa ordem chamada de inteligência objectiva. Nós bruxa sabemos
tratar-se da Mente da Deusa. Todo conhecimento flui e reflui através
Dela. Entretanto, é lógico que mesmo estando nós conectados "dia e
noite" com Ela, não temos acesso a todo o tipo de conhecimento, pois
caso isso acontecesse, não teríamos como manuseá-lo, nem processá-lo.
Como a natureza é perfeita, ela nos presenteou com filtros ou
bloqueadores que impedem que a nossa mente seja bombardeada com excesso
de informação. Sem filtrar sons, sabores, cores, cheiros e ideias, não
nos seria permitido nos concentrar em nossas tarefas.
Somente
em "estado alterado de consciência" é que estes bloqueadores são
desligados e estaremos então em contacto directo com nossa Deusa.
Abrimo-nos, então para a Mente do Todo.



A LEI DA CORRESPONDÊNCIA - UNIVERSO HOLOGRÁFICO
"Como em cima, assim em baixo,
como em baixo, assim em cima."
 
Este princípio nos diz que vivemos em mais de um mundo. A nossa perspectiva
presa ao plano físico da Ter. nos impedi de enxergar os domínios de
cima e abaixo. A nossa atenção se prende ao "macrocosmo", sem nos
deixar ver o "microcosmo". O princípio da correspondência diz-nos que o
que é verdadeiro no macrocosmo, também o é no microcosmo. Como explicar
tal fenómeno?


Pois bem, os físicos de hoje estão descobrindo a Lei de Correspondência
Holográfica do Universo. Um holograma é uma foto criada pela luz de
dois feixes de laser, sendo que um banha o objecto e o segundo projecta a
luz do primeiro. A interferência entre eles é captada em um filme.
Quando o filme revelado é iluminado por um terceiro feixe, o objecto
original aparece em três dimensões. Este holograma se fragmentado por
um número infinito de vezes, sempre produzirá cópias de um objecto,
observando
sempre suas características originais, ou seja, a parte no todo e todo nas partes.


"A super teoria holográfica afirma que nossos cérebros constroem a
realidade concreta interpretando frequências vindas de uma dimensão que
transcende o tempo e o espaço. O cérebro é um holograma que interpreta
um universo holográfico." (Marlyn Ferguson).

Os hologramas podem, também elucidar as aparições espectrais.
Um fantasma, poderia ser simplesmente um holograma, uma imagem imprimida e
retida, sem as substâncias físicas que a constituem. Um determinado
objecto ou evento pode ser "fotografado"nos campos de energia
universais. Bem mais tarde, esta imagem pode reaparecer quando a mesma
configuração luminosa se repetir como da primeira vez.


Sendo o universo tão fluídico e funcionando de maneira holográfica, podemos
concluir que qualquer evento poderá reaparecer em qualquer lugar onde a
energia luminosa original seja reactivada ou "invocada".
Uma mente treinada, como a de uma bruxa, se utilizando de instrumentos como a
bola de cristal ou espelho, poderá captar eventos de outras datas e de
qualquer mundo. Obedecem estes princípios certas ervas, lugares,
rituais, etc. Na Tradição Herbácea, sabemos que plantas activam uma
energia específica dependendo da sua cor. Por exemplo, ervas de
floração amarela, são associadas ao Sol e sua energia cura males que
exijam a luz solar.


Já as florações roxas são associadas à Urano, cor-de-rosa à Vénus, vermelho à
Marte e assim por diante. Todas as bruxas devem ter uma tabela de
correspondência para encontrar as ervas corretas para seus sortilégios.


Pois é, novos tempos, novas transformações, agora sabemos que não só o
cérebro humano funciona holograficamente, mas também todo o Universo é
um grande holograma. Portanto, os poetas é que estavam certos ao
dizerem que poderíamos sentir o universo em uma gota de orvalho.


A LEI DA VIBRAÇÃO - A DANÇA DO UNIVERSO

Nenhum evento está perdido no universo. As vibrações emitidas são eternas.
Todos nós somos seres pulsantes em um universo vibrante. Mas a matéria,
não só emite um movimento vibratório, como constituí um movimento
vibratório que pode ser mensurado.
As ondas cerebrais "Alfa"(estado
alterado de consciência), que muito utilizamos em Rituais, Invocações
ou Visualizações, por exemplo, apresentam a frequência vibratória de 14
a 7 ondas por segundo. Os "Beta", mais rápidos, apresentam de 14 a 30
ciclos e ocorrem quando estamos mentalmente alertas. As mais lentas são
as "Teta" e a "Delta", que ocorrem respectivamente na sonolência ou
tranquilidade profunda e sono profundo sem sonhos.

fotografia Kirlian é outro modo de medir o campo vibratório em torno de
objecto (aura). O campo de energia em torno das plantas, rochas e do
corpo humano, pode ser captado em fotografias especialmente reveladas.

Estudos recentes com a fotografia Kirlian, revelaram um estranho fenómeno: um
arbusto recém podado, continuava emitindo a aura do galho cortado.
Conclui-se, portanto, que a planta continua emitindo a aura da parte
desaparecida, indicando que vibrações no campo em torno do objecto,
persistem mesmo depois que o objecto físico deixou de existir. A
fotografia Kirlian já provou também que a aura em torno das mãos dos
curandeiros se intensifica durante uma sessão de cura.
As Bruxas
sempre souberam que os objectos emitem energia, pois trabalhamos com
eles, os consagramos e os tornamos mágicos. Também sabemos que
vibrações a auras afectam nossas mentes e corpos e influenciam situações.

Conclui-se então, que os conceitos de "bons fluidos" e "maus fluidos", não era uma simples fantasia.

A LEI DA POLARIDADE - OPOSTOS DA MESMA COISA

Tudo é duplo, tudo tem pólos, tem o seu oposto, o igual e o diferente é a
mesma coisa; os opostos são idênticos em natureza, só diferem em grau,
todas as verdades são meias-verdades, todos os paradoxos podem ser
conciliados. " Hermes / Adilson
Toda a ciência é baseada neste princípio. É A CHAVE DO PODER DO SISTEMA HERMÉTICO.

físico Bohr estabelece que a energia deve ser descrita como partículas
e ondas e que ambas são necessárias e complementares para uma imagem da
realidade. Seria o princípio da "Complementaridade dos Opostos". A
ciência moderna opera com este princípio.

Todo o Universo é constituído de cargas negativas e positivas mutáveis, pois
sabemos que as cargas podem ser alteradas (se retirando ou colocando
eléctrões). Na magia ocorre a transferência de energias positivas e
negativas dirigidas pela consciência. Com o profundo conhecimento deste
princípio, poderemos modificar nossa própria polaridade, assim como a
dos outros, como por exemplo, transformando ódio em amor, dois estados
mentais diferentes, mas na realidade iguais, pois exprimem o mesmo
sentimento em graus diferentes.

É reconfortante saber que a energia vital flui continuamente e que temos
o poder de avançar ou recuar. O domínio destes opostos nos fará
caminhar em equilíbrio com o Universo, basta que nós reconheçamos o
ponto médio destes extremos. O centro é onde ocorre a reconciliação e é
o portal para se vivenciar a unidade de todas as coisas.

LEI DO RITMO - A FORMA DO BAILADO

Já sabemos pelas Leis Herméticas que tudo está em constante transformação,
em movimento e se constitui de forças antagónicas de coisas iguais. A
lei do Ritmo vem nos mostrar de que forma se processa este "bailado".
Aqui se aprende que nem tudo é o que parece. Por exemplo, o movimento
linear das ondas do mar esconde o movimento circular de cada gota que a
compõe.

As coisas fluem e refluem, descem e sobem ou entram e saem. O ritmo é
medido nestes extremos. Segundo Heráclito, filósofo grego, tudo está em
perpétua mudança, num contínuo estar de "vir-a-ser", uma iteração e
interpenetração de opostos. Os filósofos chineses já falaram que a
essência do Tao está no fato de que os opostos deixam de ser opostos no
"centro de um círculo que responde a infinitas mudanças."

Lei do Ritmo nos assegura que a Roda da Vida, que gira eternamente,
está sempre completando um círculo. Assim, suas manifestações estão nas
alterações do dia e da noite, nas mudanças de estação e na vida que se
processa através do nascimento, crescimento, maturação, morte e
renascimento.

filosofia hermética, observa que a nossa vontade pode nos levar a
dominar as forças que nos cercam. "O pêndulo oscila sempre, embora
possamos escapar de sermos levado por ele."

segredo está em aprendermos em primeiro lugar a dominar a nossa própria
energia para depois definirmos para onde ela deve ser dirigida. O
Mestre Hermetista polariza-se até o ponto que desejar, e então,
neutraliza a oscilação rítmica pendular que tenderia a arrastá-lo ao
outro pólo.

 LEI DO GÉNERO - 
OS MASCULINOS E FEMININOS UNIVERSAIS

lei do género é semelhante ao princípio "anima" (poder feminino) e
"animus" (poder masculino) que Carl Jung e que seus seguidores
popularizaram, ou seja, que cada pessoa carrega aspectos femininos e
masculinos, independente de seu género físico.
Já para os chineses
existe uma energia feminina, denominada yin e outra masculina chamada
yang, que estão juntas em constante dança cósmica.

É IMPORTANTE que todas as bruxas(os), que trabalham com estado alterado
de consciência, compreendam essa polaridade fundamental da "psique"
humana e saber integrar energias masculinas e femininas em seu trabalho.

Uma bruxa nutre seu animus e um bruxo corteja sua anima. Todos os actos de
geração, regeneração e criação, como sortilégios, feitiços,
encantamentos, meditação, envolvem estes dois princípios. Conhecendo
como funcionam e seguindo sua orientação, podemos desvendar muitos dos
mistérios da vida.

A LEI DA CAUSA E EFEITO

Na sua forma tradicional, a Lei da Causa e Efeito diz que nada acontece
por acaso, para todo efeito existe uma causa, e que toda a causa é em
si mesma um efeito de alguma outra causa. A ciência moderna, mostrou
entretanto, que a nível molecular, esta lei deixa de funcionar como no
macrocosmo. Os físicos falam mais de probabilidade do que de
previsibilidade. Como explica Peat, a "....cadeia de causalidade..é, de
fato, uma complexa rede de causa. E quanto mais os limites dessa
rede forem ampliados, mais visível se torna que ela se estende para a
Terra inteira e, em última instância, ao próprio Universo". Esta
notável observação leva-o a concluir que se qualquer evento ou fenómeno
é examinado minuciosamente, resultará que "tudo causa tudo o mais"! Num
sentido holográfico, o todo está em cada parte e tudo interpenetra
tudo. Estes novas considerações, tornam o antigo princípio hermético
mais abrangente e excitante.

As implicações são surpreendentes! Estamos literalmente e metaforicamente
ligados a todo o Universo. As nossas acções têm repercussões cósmicas.
Isto torna-nos humildes quanto é profundo o temor reverente que nos
inspira o fato de termos consciência da influência que possuímos e da
responsabilidade de usar nossos poderes sabiamente e para o bem de
todos. Aqui cabe um gancho sobre a Lei Tríplice da Bruxaria.


LEI TRÍPLICE - LEI "Boomerang"
3x OU ECO DO UNIVERSO

Basicamente é uma Lei Natural de "Causa e Efeito". Ela resgata exactamente o que
acabamos de colocar. Aquele velho ditado que diz: nós colhemos o que
semeamos", não é só verdadeiro, mas comprovado. Só que na bruxaria esta
Lei se reveste de características que vão além disso, isto é, nossas
"boas" ou "más" acções, acabarão certamente retornando com seu valor
triplicado. Muitas pessoas questionam por que 3 e não 5 ou 7? Pois bem,
este número não foi escolhido aleatoriamente, como a maioria da bruxas
pensam, seu significado se reporta à nossa Grande Deusa Mãe, uma
deidade tripla e una. Em muitas obras de arte vemos esta tríplice natureza,
as vezes retratadas com três faces, reflectidas nas três fases da Lua.
Aqui observamos a energia de nossa Deusa vibrando de três formas diferentes.
Quando o crescente lunar vai ficando mais forte até atingir o
plenilúnio, a DEUSA DONZELA se apresenta. Na Lua Cheia é a vez da DEUSA
MÃE, que em seu ventre carrega o milagre de uma nova vida. Na Lua
Minguante é a hora da SABIA ANCIÃ, conhecedora dos mistérios do
Universo. Esta doce Senhora tem sua energia exaurida e desaparecerá na
noite escura da morte para reaparecer viçosa na próxima Lua Nova,
completando um ciclo.

Se a nossa amada Deusa nos abençoa com estas três mágicas vibrações
energéticas, de acordo com a Lei do Retorno, Ela nos cobrará de igual
para igual. Portanto, se interferimos no livre arbítrio de uma pessoa,
estamos efectuando uma ato negativo não tão somente para ela, mas também
contra nós mesmos. Este indivíduo até pode nem saber das consequências
de seu ato, MAS VOCÊ SABE, por ser bruxa(o) e conhecedora(o) de todas
as Leis que regem a Feitiçaria, o que com certeza lhe custará muito
caro, pois o Universo lhe retribuirá tudo o que emitir aos outros numa
escala de 3x.

Retornando a nossa Lei de Causa e Efeito, os dados implícitos nela nos apontam que
o Universo não é uma colecção de objectos e seres avulsos, mas todos
estamos interligados em uma única teia, ou seja, "tudo causa tudo o
mais". Todas nós bruxas(os) sabemos que nossas "projecções" produzem um
impacto definitivo, portanto essas técnicas devem ser bem aprendidas e
dominadas.

Algumas bruxas acreditam que usando a Lei de Causa podem fazer e acontecer.
Mas cumpre-me a tarefa de alertá-las acerta de grandiosa visão de
poder. O poder de uma Bruxa(o) é controlado pelas esferas de poder que
vem de cima, abaixo e em torno dela(e) e não escapará da Lei tríplice.
Ela é somente um ponto num fluxo interminável de poder que impregna o
universo.

 Este texto foi Retirado do antigo Site  "Reino das Deusas" desenvolvido e pesquisado por Rosane volpatto, que pela sua importância e boa explicação, sobre as leis da magia, penso ser de máxima utilidade e a ter sempre no seu livro das Sombras




Também Poderá Gostar

0 comentários:

Blog Protegido

MyFreeCopyright.com Registered & Protected


Todos os artigos presentes neste blog são da autoria da Brydea Arianell e pertencem ao blog Murmúrios das Brumas Sussurro das Estrelas, salvo quando mencionado o contrario.

Respeitem o Tempo e Trabalho partilhado e se forem fazer uso de textos deixem sempre o nome do autor e a fonte dos textos quando possível.

Caso os artigos sejam encontrados online sem ter sido dado o especifico crédito, será feita uma queixa ao servidor por violação dos direitos de autor o que pode levar ao cancelamento da conta.

Murmúrios das Brumas Sussurro das Estrelas©

2009-15 Todos os Direitos Reservados

MyFreeCopyright.com Registered & Protected